quinta-feira, 18 de março de 2010

Fases do Capitalismo - Capitalismo Industrial

Começou no início do séc. XVIII e foi até o fal do séc. XIX, marcados pelas Revoluções Industriais.
As máquinas movidas a queima do carvão foi o ponto destacado da Primeira Revolução Industrial, que fez a produção aumentar, gerando mais lucros para os países. Se iniciou na Inglaterra e aos poucos foi se espalhando.

Agora era possível se obter lucros através da produção. E essa obtenção se dava pela mais-valia, uma forma de ganhar dinheiro que se constituía em fazer o empregado trabalhar o tempo relativo ao seu salário e ainda um tempo extra, era com os produtos feitos nesse tempo que o empregador ganhava mais, pois todo o lucro iria para ele, sem pagar ao trabalhador. Este ganhava apenas o necessário para a sobrevivência.

Foi o tempo da exploração do trabalhador, em que eles tinham uma carga horária absurda e mal ganhavam o necessário.
O mercado agora era guiado pelo Liberalismo. Elaborado por Adam Smith, defendia a mínima intervenção do Estado na Economia (este deveria investir apenas onde a burguesia não queria nem achava lucrativo - não existe participação nula do Estado), e era guiado pela "mão invisível", a tendência que a economia tinha de se guiar sozinha. Adam Smith também acreditava que o indivíduo procurando o seu melhor, levaria ao bem de todos, ou seja, se cada um fosse individualista, somando as partes, a sociedade em geral ganharia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário